sábado, 4 de março de 2017

As Cartas Que eu Não Mando




Rio de Janeiro
Hoje é 23 do 3
Como vão as coisas
De mês em mês
Eu me sento pra escrever pra você

Eu reformei a casa
Você não soube disso
Nem das outras coisas
Sabe eu tive um filho
Faz tempo que eu me perdi de você
Guardo pra te dar
as cartas que eu não mando
Conto por contar
Eu deixo em algum canto (2x)
Eu vi alguns amigos
Tropeçando pela vida
Andei por tantas ruas
São estórias esquecidas
Que um dia eu quis contar pra você
Eu fico imaginando
Sua casa e seus amigos
Com quem você se deita
Quem te dá abrigo
Eu me lembro que eu já contei com você
Guardo pra te dar
as cartas que eu não mando
Conto por contar
Eu deixo em algum canto (2x)
E as pilhas de envelopes
Já não cabem nos armários
Vão tomando meu espaço
Fazem montes pela sala
E hoje são a minha cama
Minha mesa, meus lençóis
E eu me visto de saudades
Do que já não somos nós
Guardo pra te dar
as cartas que eu não mando
Conto por contar
Eu deixo em algum canto (4x)

Leoni

O Chão Que Ela Pisa...


Por trás de cada passo seu,

Retratos e histórias vão lembrar

Que sempre estarei bem perto de você


Por trás de cada passo seu,

Sempre escuto as ruas pra lembrar

Que um dia andamos juntos por aqui

Em tardes tristes eu pensei

Onde foi que eu errei?


Mais um dia ruim, andando só pelas ruas.

Cpm 22





sábado, 18 de fevereiro de 2017

Ansiedade..

O meu problema era ser
ansioso.
Era ter um peito
ocioso.
Era ser meio medroso,
se apaixonar de um jeito
torto
e tentar metades
demais
por um inteiro só.
O problema era eu achar
que era paixão,
quando era a ansiedade,
de supetão,
arrombando a porta
do meu apartamento,
quebrando minha cara no chão,
e fazendo o tempo ficar lento,
me deixando refém do vento,
e tomando cuidado
com os lugares em que eu sento
pra nada,
nada lembrar você.

O problema é que gente ansiosa
também ama
e a gente nunca sabe
identificar
o que significa nossa falta de ar.
O que significa a compressão
no peito,
e o que é o suor frio.
A vontade de ficar na cama
e de costurar
a semana inteira num só fio.
Suspira,
mas o que a gente queria
era espaço
pra respirar.
Pra pensar bem.
É amor
ou nem?

Ansioso toma remédio,
não é
frescura.
Ao menos ansiedade
tem cura.
Já que amor, quando dá errado,
deixa o coração
em carne nua.

-João Doederelein (instagram.com/akapoeta) texto e repost

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

A felicidade como rotina...



Ah o tempo, algumas coisas aconteceram ano passado... finalmente me formei em Jornalismo. Mas a noticia mesmo foi que me casei após dois anos de noivado e 4 de namoro. HAHAHA
Decidimos casar bem no dia que completamos 4 anos de namoro, 30 de setembro. ( Nossa que clichê. blêh)

A vida de casada é bem difícil no começo mesmo, diga-se de passagem que é a hora a gente realmente descobre tudo que os nossos pais falam é verdade. Tenho mais responsabilidades, não só comigo, agora com outra pessoa. Entendo também o porque as pessoas só vão morar juntas. RISOS
Pessoas diferentes morando juntas, e foi a primeira vez mesmo, mas agora já me acostumei um pouco e entendo o porque dos casais comemorarem cada mês, é uma vitória mesmo.



"Uma das coisas que aprendi é que se deve viver apesar de. Apesar de, se deve comer. Apesar de, se deve amar. Apesar de, se deve morrer. Inlcusive muitas vezes é o próprio apesar de que nos empurra para a frente. Foi o apesar de que me deu uma angústia que insatisfeita foi a criadora da minha própria vida."

– Clarice Lispector, in ‘Uma Aprendizagem ou o Livro dos Prazeres’

sexta-feira, 15 de abril de 2016

Minha cirurgia na Vesícula

O início            

 Há mais ou menos 5 anos, sentia dor e ia sempre ao Pronto-Socorro, achei que fosse gastrite mas as consultas pelo sistema SUS, era evasivas e demoradas. Quando eu finalmente conseguia marcar algo, falavam que não era nada demais e era pra retornar caso sentisse algo de novo, mas pra conseguir um retorno, não era tão fácil assim. Foi quando consegui um estágio, que tinha um consultório médico e qualquer pessoa que tralhasse no local poderia se consultar. Foi então que ele imediatamente me passou uma endoscopia e o resultado? Não deu nada. 

Voltei ao médico e expliquei que ainda me sentia mal, foi quando fiz uma ultrassom abdominal, o resultado foi um Pólipo Vesicular. O que significa? se jogar no google, aparece: "pólipo da vesícula biliar é uma lesão da parede que se projeta para o interior do órgão. Podem ser benignos ou malignos. Os benignos são na sua maioria formados por colesterol ou decorrentes de processos inflamatórios. O maligno é o carcinoma da vesícula biliar".  Fonte

Pré-Operatório


Meu noivo mudou de emprego e então ele iria ter um plano de saúde. Caso fosse necessário, teríamos que nos casar rapidamente, mas com uma declaração de união estável bastava, então fizemos. Em dezembro de 2015, fomos ao cartório, foi uma coisa bem rápida. No outro dia ele já levou para o trabalho e ganhei a minha carteirinha.

Fiz as consultas, novos exames e chegou o grande dia. Em uma segunda-feira, chegamos cego no hospital, eu estava de jejum desde do dia anterior. Lá subimos e em uma sala a enfermeira me mandou tirar a roupa e ficar com aquelas roupas que a gente só vê em filme, com a bunda descoberta. Cobri os pés e o cabelo, e fui para uma sala de preparo, lá estava eu e uma moça que também iria fazer a mesma cirurgia.

Fomos medicadas e a primeira a fazer fui eu, chegando na sala, eu estava com a agulha na mão, os enfermeiros e médicos todos homens, fazendo gracinha pra me distrair, ai que eu me toquei que ficaria nua naquela maca, agora entendo porque tem médico que passa a mão em paciente. Eu não tinha me preparado nem um pouco pra ficar nua na frente de tanta gente, foi quando o médico disse: "Você vai dormir...e quando acordar, já vai ter acabado." Apaguei nessa hora.

Pós- Operatório


Eu sonhei como se estivesse aqui e senti algo me cutucando "Acabou", Abri os olhos, foi quando lembrei aonde estava e logo veio uma dor, e meu Deus, que dor! Me trocaram de cama, eu não conseguia falar alto, sentia frio, logo me veio a cabeça que tudo foi um erro e era pra eu ter esperado. Fui pra sala de observação, antes de ir pro meu quarto. Chegando lá olhei pro lado e tinham pessoas me encarando, as que futuramente naquele dia, também iriam operar. Comecei a me tremer de tanto frio, foi quando perceberam e me deram um cobertor que começou a me coçar toda. Mas e agora, como coça? Eu não podia me mexer. Foram agoniante, esses momentos.

Depois de um longo período, fui transferida para o quarto, onde meu acompanhante poderia ir, no caso, a minha mãe. Eu não podia me mexer, levantar, teria que fazer xixi deitada. Por fim, minha mãe chegou e eu dormi...dormi...dormi..dormi. Mas eu dormi por não ter outra coisa pra fazer e pra mim iria passar mais rápido.

Até esse momento todo eu ainda não tinha comido, chegou então a hora da janta, um caldo de restinho de miojo, era só o caldo mesmo. Ou seja, não iria ter forças pra nada, No dia seguinte, era o dia de ter alta e ir embora, o médico chegou logo cedo, olhou a cicatriz e disse que eu estava liberada. Mas me levantei e a minha pressão caiu, porque eu não tinha comido nada, esperei o café da manhã que foi chá com torrada, esperei um pouco, então consegui levantar. A sensação de quando você levanta é que teus órgãos estão caindo.

Finalmente fui pra casa no dia seguinte, o primeiro dia foi muito ruim, não podia fazer nada, tudo era com ajuda, a comida não podia errar, ai tive febre, mas porque a mamãe fez comida com arroz. Depois de muito perguntar para os vizinhos e família, descobrimos que teria que fazer a comida e bater no liquidificador, Não tive mais febre nesses dias, depois eu já conseguia sair da cama sozinha com 3 dias.

Não tive muita diarreia, mas tive  e to tendo muita dor do lado direito da minha barriga, perto de onde só tem um ponto, chega não consigo respirar direito. Já fui ao médico e ele me passou outro remédio, espero que passe. Atualmente tô com 11 dias. (15/04/16)









quarta-feira, 30 de março de 2016

Seguir em frente, será que o tempo resolve?




Ah que coisa horrível, hein? Perder uma amizade, sem mais nem menos. Óbvio que deve ter sido algo, mas eu não sei. Muito ruim você apenas deixar alguém partir, porque ela quis assim. Você quer gritar, perguntar o que houve, se desculpar mesmo sem saber o que houve. Um perdão por algo que não se sabe o que é.
Eu tenho um chama pra amizade assim, em que a pessoa se volta contra mim e eu tenho que advinha o que eu fiz. Mas se é essa a decisão final, espero que seja feliz, só espero que o tempo amenize tudo que eu to sentindo e que tudo isso se resolva.




"Na boa? Eu queria escrever algo que amenizasse essa dor aqui dentro. Queria gritar tudo o que queria dizer, mas sem saber o quê. Talvez eu só queira você aqui comigo. Uma âncora para manter meus pés no chão."
Mariana Tarifa
Leia Mais:http://vida-estilo.estadao.com.br/noticias/comportamento,quando-uma-amizade-se-perde,10000005145
Assine o Estadão All Digital + Impresso todos os dias
Siga @Estadao no Twitter
Leia Mais:http://vida-estilo.estadao.com.br/noticias/comportamento,quando-uma-amizade-se-perde,10000005145
Assine o Estadão All Digital + Impresso todos os dias
Siga @Estadao no Twitter

quarta-feira, 2 de março de 2016

O gelo da nossa amizade




Infelizmente, a pessoa que aqui vos escreve tem o coração mole pra amizade. Sabe, eu ainda me pergunto porque tento. Toda vez. Juro que falo pra mim mesma que desisto, e tô lá de novo.
A de hoje foi o seguinte, eu tentando puxar assunto:


-E aii, tudo bem?
- tô.

Claramente, ela não quer conversar e mais uma vez eu sou a trouxa da história. Seria cômico se não fosse humilhante, inclusive postaria o print, mas eu fico tão triste que apago a conversa na hora. Não sei o que fiz pra ser tratada assim, juro que nunca falei nada errado e possivelmente e visivelmente o problema não sou eu. Mais uma vez digo a mim mesma que desisto, acho que agora vai.
A gente tem que se tocar algum dia quando não é bem vindo, vou tirar meu cavalinho da reta depois dessa, acho que me pego no passado demais que nem o filme "500 dias com ela" que ele só lembrava as coisas boas e esqueceu as ruins.

Enfim, pior é que eu gosto muito dela, sabe? mesmo ela não sentindo o mesmo nessa amizade, só acho que se você não quer conversar, ou ser amigo de alguém, você deveria jogar a real, será que agora vai? acho que ela nem vai notar eu me afastando, assim como nunca notou.

Obs. Achei dois comentários e percebi que vivo nisso há tempos. SUPERA MINHA FILHA!!!   Achei diversos posts aqui no blog, falando sobre a mesma pessoa, tô pra imprimir e grudar aqui na parede do quarto pra ver se eu me toco.

  1. Eu entendo esse seu sentimento. Só espero que sua amiga também... :)

    Beijos
    ResponderExcluir


  2. As amizades são como folhas de árvores. Algumas permanecem, outras caem para que na próxima estação venham novas e revigoradas.
    Só fica na nossa vida quem tem que ficar.
    :)

    Um beijo


_
Maçã
Volantes
  

Estou abrindo mão
Por tanto tempo eu quis
Mas não sei por que razão não foi tão bom quanto se diz
Por aí
Vai ser fácil ver
Volta e meia algum deslize onde eu enxergue você
E pra ti
Tão difícil eu sei
Se já vinha em passos brandos
a tendência é que vá ser

Por um caminho longo
O dia inteiro pra chegar do outro lado da rua
E devolver suas coisas
Não quero nada que faça lembrar

Eterna briga pra esquecer
Por mais clichê que seja
O tempo vai dar conta e desfazer

Os nós mais apertados
Hábitos de cada manhã
Em que o calor vinha do lado
Já com gosto de maçã

Me diz por qual caminho
Você vai passar
Pra eu desviar
Eu quero andar sozinho